Nina Simone ''Fodder On My Wings'' é reeditado em LP e CD, nas lojas a 3 de abril

Gravado em 1982, pouco depois de se ter mudado para Paris, "Fodder On My Wings" é um dos melhores álbuns de Nina Simone, embora se tenha mantido um dos mais obscuros. Gravado originalmente para uma pequena editora francesa e disponibilizado apenas esporadicamente após o seu lançamento inicial, "Fodder On My Wings" será reeditado em vários formatos, incluindo CD e LP, além de ser lançado pela primeira vez em formato digital, tanto em áudio standard como de alta resolução, no próximo dia 3 de abril. O álbum original será alargado com mais três temas bónus das sessões de gravação e que foram incluídos numa reedição francesa rara de 1988. O efervescente tema de abertura, "I Sing Just To Know That I'm Alive", uma canção que Simone interpretou frequentemente ao vivo nos últimos anos da sua carreira, já está disponível para stream e para download gratuito com a pré-venda digital do álbum.

Uma parte menos conhecida, mas não menos importante, da história musical de Simone, "Fodder On My Wings" contém canções profundamente pessoais, incluindo a já mencionada "I Sing Just To Know That I'm Alive" e "I Was Just A Stupid Dog To Them", bem como uma improvisação lírica sobre a morte do seu pai em "Alone Again (Naturally)". Quando gravou o álbum, Simone viva em França e sentia-se extremamente sozinha. A sua doença mental piorava e a sua vida familiar estava fraturada. Foi neste desespero que surgiu um dos muitos destaques no álbum, o tema "Fodder In Her Wings". Como o site Pitchfork escreveu na sua lista das 33 canções mais icónicas de Simone, o tema "captou com uma intimidade surpreendente a dor desse período, à qual voltou com frequência na década seguinte, tendo gravado outra versão de estúdio três anos depois (a versão assente em sintetizadores de "Nina's Back!"), e incluiu-a em vários álbuns ao vivo, nomeadamente uma performance inspiradora em 'Let It Be Me', de 1987".

Ao longo dos anos, o álbum foi reavaliado e foi considerado um trabalho importante no catálogo prolífico de Simone. Numa crítica ao álbum, em 2005, o "Jazz Times" elogiou o disco, especialmente a sua interpretação emotiva de "Alone Again (Naturally)", tendo escrito: "No centro do álbum está um lado raro e poderoso de Simone, com todas as máscaras despojadas: a sua dor pessoal explode à superfície quando ela recria 'Alone Again (Naturally)' de Gilbert O'Sullivan numa conversa sobre o seu pai moribundo que, corajosamente, evolui do lado mais amargo para algo cautelosamente conciliatório."

Gravado numa altura em que Simone se sentia rejuvenescida pelo ambiente que a rodeava e pelos músicos africanos que conheceu em França, "Fodder On My Wings" é um álbum essencial de Simone e que reaparece agora e que pode ser ouvido, seja qual for o formato preferível para se ouvir música.

Universal Music

Publicidade