Teatro O Bando estreia ''Nómadas'' a 13 de Abril

01-04-2023

NÓMADAS é nova criação do Teatro O Bando com encenação e dramaturgia de João Neca, texto de Olga Tokarczuk – escritora polaca Prémio Nobel da Literatura em 2019 - e com Ana Lúcia Palminha e Rita Brito no elenco.

NÓMADAS é nova criação do Teatro O Bando com encenação e dramaturgia de João Neca, texto de Olga Tokarczuk – escritora polaca Prémio Nobel da Literatura em 2019 - e com Ana Lúcia Palminha e Rita Brito no elenco.

A primeira estreia de 2023 do Bando insere-se no projeto internacional PLAY ON, uma rede europeia de larga escala que envolve nove companhias de diferentes países que se propõem integrar novas tecnologias na criação teatral como forma de transfigurar a narrativa cénica.

Em NÓMADAS, as noções de vigilância e de identidade são conceitos estruturantes da abordagem dramatúrgica ao conto de Olga Tokarczuk. A partir deles decidimos aplicar diferentes interfaces tecnológicos em cena como forma de refletir sobre o uso diário da tecnologia e de que forma a comunicação entre seres humanos e máquinas acontece.

Através de uma parceria com o Departamento de Robótica do Instituto Politécnico da Guarda o espaço cénico de NÓMADAS será habitado por um Robot automatizado que, com as atrizes, desenhará a narrativa teatral. Através da parceria com o coletivo Cistifellea, com sede em Dortmund, a artista visual italiana Elena Tilli é a responsável pela criação e desenho de vídeo e o músico colombiano Nico Yurgaki assume o desenho de som e a música do espetáculo.

NÓMADAS conta ainda com cenografia de Rui Francisco, figurinos de Catarina Fernandes, desenho de luz de João Neca e Rita Louzeiro, apoio à corporalidade de Catarina Câmara, assistência à direção artística de Raul Atalaia, investigação de Nuno Atalaia e produção de Diana Martins.

NÓMADAS está em cena no Teatro O Bando, em Vale de Barris (Palmela), de 13 de Abril a 14 de Maio, de quinta-feira a sábado às 21h e domingo às 17h. Será possível jantar antes do espetáculo mediante reserva e aos sábados haverá conversa com a equipa artística.

Publicidade

Música e sustentabilidade. Estas foram apenas duas das grandes âncoras que marcaram a edição de 2024 do North Festival, evento que decorreu, pela primeira vez, no Parque de Serralves. O evento recebeu, ao longo de três dias, 65 mil festivaleiros e registou um impacto económico de 22 milhões de euros.