Gregory Porter regressa com novo single, ''Revival'', e anuncia 6.º álbum

Inegavelmente uma das melhores vozes da nossa geração, Gregory Porter, cantor premiado nos Grammys, finalmente regressou ao estúdio e lança agora um novo single, "Revival", já disponível. O cantor anunciou o seu sexto álbum de estúdio, "All Rise", para 17 de abril.

Sucedendo ao álbum "Nat King Cole & Me" (2017), o próximo disco de Porter assinala o seu regresso às canções originais - letras de coração na lapela imbuídas com filosofia do quotidiano e detalhes da vida real, mescladas com elementos jazz, soul, blues e gospel.

O primeiro single, "Revival", marca o passo, destacando-se com a assinatura de marca de Gregory. Logo que começamos a ouvir este tema influenciado pelo gospel não podemos fingir que não sentimos o espírito elevado. E este é apenas um dos muitos momentos de alegria pura neste novo álbum. "All Rise", produzido por Troy Miller (Laura Mvula, Jamie Cullum, Emili Sandé) representa a evolução da arte de Porter para algo mais empático, emotivo, intimista e universal.

"Sim, podem dizer que me tornei grande", diz Gregory sobre o tema, que combina os talentos dos seus leais colegas de banda de longa data, uma secção de sopros e 10 coralistas. "Para mim, é a mensagem de estar nesta vida e ter um pouco de medo e insegurança, e o ponto em que te agarras a algo que sabes que é real, as coisas silenciosas e reais, a verdade... Uma vez que te envolvas com a verdade, esse destemor chega."

Desde a sua estreia mundial em 2013 na Blue Note, 'Liquid Spirit', que ganhou o Grammy de Melhor Álbum Vocal de Jazz, Gregory não dececionou a sua legião de fãs, tanto ao colaborarcom os Disclosure em 'Holding On', como ao lançar o seu hit de dança 'Liquid Spirit - Claptone Remix', que se tornou uma das canções mais populares de Ibiza, ao conquistar outro Grammy por 'Take Me to the Alley' (2016), ou ao contar a sua história de vida através do repertório de Cole. Gregory Porter ainda se surpreende com o seu sucesso, mas tem uma teoria: "Fui acalmado pela minha voz quando era criança e acho que é também isto que os outros sentem. Estou a tentar curar-me com estas músicas".

Gregory não só fez história nos tops, trazendo o jazz de volta às massas, como agraciou o icónico Pyramid Stage e as salas de espetáculo mais prestigiadas do mundo, atuou para a Rainha de Inglaterra, participou nos maiores programas de TV e também apresentou a sua própria série ('Gregory Porter's Popular Voices '' na BBC Four). Em 2019 o cantor lançou o seu próprio podcast, 'The Hang', contando com a participação de convidados ilustres como Annie Lennox e Jeff Goldblum.

Além do novo álbum, em 2020 Gregory será Curador Convidado do Cheltenham Jazz Festival, onde vai atuar a 5 de maio.

Como sempre, Gregory Porter consegue destacar-se no caos desta vida e de tantos géneros musicais, trazendo a sua voz soul e comovente e a sua personalidade exuberante para tudo e para todos.

Universal Music

Publicidade