Os Brasa Doirada comemoraram Abril em Portimão com Teatro TEMPO lotado

27-04-2023

Sob a chancela "Portimão Terra Democrática", Portimão celebra meio século de liberdade e democracia em Portugal com um programa que arrancou este mês e que irá desenvolver-se ao longo de um ano, culminando nas comemorações do 25 de Abril de 2024.

Inserido nestas celebrações o TEMPO – Teatro Municipal de Portimão recebeu no passado sábado um concerto dos Brasa Doirada.

O quarteto por onde passa tem lotação esgotada e esta noite foi mais um exemplo disso, o grupo que mistura cante alentejano com música popular e tradicional portuguesa distingue-se também pela boa disposição em palco que com as suas histórias contadas com a característica pronúncia alentejana proporciona momentos de humor que tornam o seu espetáculo único e completo, direcionado para toda a família e apreciado por todas as faixas etárias.

Na noite em que não faltaram as canções de Zeca Afonso ouviram-se ainda temas como "Fui Colher Uma Romã", "moda do Assobio", "Oh Rama, Oh Que Linda Rama", "Laranja da China", "O Verão Alentejano", "A Minha Casinha", "Chuva", "Menina estás à Janela" e "Ouvi Um Passarinho".

O grupo nasceu no ano de 2015 e os seus elementos são todos residentes no Algarve. Ao longo dos tempos o grupo tem assumido o papel de "Embaixadores" da música Alentejana.
O projeto nasceu de uma bonita amizade entre os elementos, onde o Cante em convívios assumiu sempre destaque. O gosto pelo Cante associado a diversos instrumentos de cordas levou à criação dos Brasa Doirada.

Este ano, as comemorações oficiais do 49º aniversário da Revolução dos Cravos em Portimão arrancaram no dia 22 de abril com a exposição fotográfica "E depois do Adeus", que no Museu de Portimão reúne originais de Marques Valentim, nos quais são retratados figuras e momentos históricos que pautaram o último meio século.

O programa "Portimão Terra Democrática" arrancou em grande e promete um ano cheio de atividades culturais sob o mote "Liberdade" um pouco por todo o concelho.

MAIS FOTOS NO NOSSO FACEBOOK


Música e sustentabilidade. Estas foram apenas duas das grandes âncoras que marcaram a edição de 2024 do North Festival, evento que decorreu, pela primeira vez, no Parque de Serralves. O evento recebeu, ao longo de três dias, 65 mil festivaleiros e registou um impacto económico de 22 milhões de euros.