Wim Mertens lança novo álbum, intitulado ''That Which Is Not''

Basta dar uma breve vista de olhos nas composições de Wim Mertens, com quase 40 anos de carreira e uma discografia que ultrapassa os 60 álbuns, para nos apercebermos da importância que ele dá ao conceito 'Não' na maior parte de seu trabalho. Casting no Shadow, Essence of the (k)not, No plans, no projects, No testament, Not at home, Not me, The paths not taken e Unwillen-Nichtwollen são alguns exemplos disso mesmo.

O compositor oferece uma mudança para o sentido de negação e negatividade de uma maneira que facilmente escapa do cliché tradicional pelo qual muitas vezes o negativo e o ausente estão relacionados. Parece que a abordagem da negação nos trabalhos de Mertens abriu todo um caminho de promissoras perspectivas que se encaixam perfeitamente no nossos próprios pensamentos e gestos contemporâneos.

That Which Is Not pode tornar-se, no futuro próximo, numa funcionalidade mais diferenciada para as nossas práticas e considerações teóricas. Neste último álbum, Wim Mertens combina o racional com o lúdico e o fortuito, o 'for amusement only' com o ' after virtue'.

Uma obra superior de um grande compositor que vai ser apresentada ao vivo no Casino do Estoril, no próximo dia 6 de Junho.

Alinhamento:

  1. The Remainder
  2. Bassin d'Attraction
  3. En Chair Et En Os
  4. Its Alien Status
  5. Freeze On Volume
  6. Affording More
  7. Nested Cuts
  8. What Holds For All

Warner Music

Publicidade