Rui Massena dirige orquestra no Rock in Rio

Quem é capaz de orientar uma orquestra num labirinto que se estende entre o classicismo dos Rolling Stones ou dos Xutos e Pontapés, o peso dos Guns n'Roses ou dos Muse, a ginga de Martinho da Vila ou de Ivete Sangalo ou a leveza pop de Ed Sheeran e Agir? Só mesmo um maestro de eleição como Rui Massena.

O homem que ajudou a criar a Fundação Orquestra Estúdio para Guimarães 2012 ou que foi maestro convidado principal da Orquestra Sinfónica de Roma, durante as temporadas 2009/2011 e que ainda foi o primeiro maestro Português a dirigir no Carnegie Hall em Nova Iorque (2007) pode agora acrescentar ao seu invejável currículo o convite que lhe foi dirigido pelo Rock In Rio Lisboa para dirigir uma orquestra frente à Torre de Belém num espectáculo especial, apresentado num palco em forma de guitarra montado sobre as águas do Tejo pensado para assinalar o 15º aniversário do festival em Portugal. Não é uma situação nova para um maestro que já dirigiu orquestras em conjugação com bandas como Expensive Soul ou Da Weasel, prova de que as fronteiras só fazem sentido para serem cruzadas.

Criador irrequieto e incansável, Rui Massena tem-se também afirmado como compositor, espalhando obra própria já por três lançamentos, pela Universal Music, aplaudidos internacionalmente: Solo, Ensemble e III, este com edição da prestigiada Deutsche Grammophon, que o escolheu para figurar na compilação Expo 1 ao lado de nomes de primeira linha da cena clássica moderna como Ludovico Einaudi, Max Richter, Jóhann Jóhannsson, Ólafur Arnalds e outros. Todos os seus discos alcançaram o Top 5 português, com Ensemble a registar mesmo entrada directa para o primeiro lugar, o que diz muito da sua relação especial com o nosso público.

Passar em revista a música de tantos nomes tão amados e tão ligados à história de um dos principais festivais nacionais é apenas mais uma aventura de um maestro, compositor e pianista que parece não admitir limites para a sua extraordinária carreira e que continua a apresentar-se como músico e compositor em salas de espetáculo nacionais e internacionais.

O concerto na Torre de Belém a convite do Rock in Rio acontece já esta SEXTA-FEIRA, pelas 21:15 e conta com ENTRADA GRATUITA.

Universal | Foto: D.R.

Publicidade