Quarteto Lopes-Graça leva Joly Braga Santos a diferentes pontos do país numa celebração do Dia da Liberdade

Numa espécie de celebração do Dia da Liberdade, o Quarteto Lopes-Graça leva "Integral Joly Braga Santos - Os Quartetos" a diversos pontos do país: depois de Cascais, têm concerto marcado em Loulé, na véspera do 25 de Abril, no Auditório Solar da Música Nova; e em Castelo Branco, a 27 de Abril, numa sala que acolheu este projecto desde o seu início - o Centro de Cultura Contemporânea.

Este ciclo de concertos foi criado em 2018, ano do 30º aniversário da morte de Joly Braga Santos, para prestar homenagem à obra de música de câmara daquele que foi um dos principais compositores portugueses do século XX. "Integral Joly Braga Santos - Os Quartetos" é agora levado a diversos pontos de Portugal pelo reconhecido quarteto de cordas, composto por Luís Pacheco Cunha (Violino), Maria José Laginha (Violino), Isabel Pimentel (Violeta) e Catherine Strynckx(Violoncelo).

Este concerto é composto por duas obras: "Quarteto de Arcos nº1, op.4", uma obra de 1945, dedicada a Luís de Freitas Branco, que por 35 minutos transporta o público de Allegro moderato a Allegro con fuoco, passando por Andante tranquillo, e Allegro molto energico e appassionato; e "Quarteto de Arcos nº2, op.29", de 1957 e dedicado a Maria José Braga Santos, em tons de Largo - Allegro moderato, Adagio molto - Andante con moto e Largo - Allegro molto vivace.

Este projecto da Musicamera Produções estreou-se no CCB, e foi um tal êxito que aí voltou logo no ano seguinte, assim como outras salas de concertos importantes como o Teatro Garcia de Resende, em Évora, e o CCCB, em Castelo Branco. Agora em 2019, e depois de Cascais, o Quarteto Graça-Lopes leva este evento a Loulé e a Castelo Branco, num gesto de "defesa e fruição de um acervo fulcral no devir da cultura musical portuguesa".

Concerto da série "Integral Joly Braga Santos - Os Quartetos" a não perder no dia 24 de Abril, às 19h, no Auditório Solar da Música Nova em Loulé, e dia 27 de Abril, às 21h30, no Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco.

Publicidade