Prémio Música MIMO 2019: RUSSA é a vencedora do Prémio Mimo Revelação

RUSSA é Filipa Florêncio. É também a vencedora do Prémio Mimo Revelação, que a Valentim de Carvalho acabou de anunciar.

Em 2017, RUSSA iniciou oficialmente o seu percurso artístico com a Mixtape T.P.C..
A rapper portuguesa ganhou maior destaque em 2018, quando lançou um dos primeiros álbuns de trap consciente do país, Catarse. E já este ano, confirmou o seu talento com dois projectos: Mixtape L.S.D. e EP Party Leftovers.

O single "O Teu Abraço" foi distinguido com o 1.º prémio no concurso Novos Talentos FNAC 2019 na categoria de música.

E agora, a consolidar a sua importância crescente na cena e na produção musical nacional, o Prémio Revelação com a consequente gravação de um novo EP na Valentim de Carvalho.

RUSSA é uma jovem, inteligente, criativa e criadora, capaz de aliar um flow plástico a uma lírica afiada, actual, emancipada e inspiradora. Se juntarmos a isto uma capacidade de ouvir o que o mundo tem para dizer, das novas tendências e sonoridades que interessam às tensões e questões que afectam o planeta e os seus habitantes, e a sensibilidade apurada para escolher os produtores para a sua música, podemos concluir que estamos perante uma artista de corpo e alma, que veio para ficar e contribuir para uma música portuguesa mais diversa e interessante. 


Este prémio - não se trata de um concurso - procura incentivar e reconhecer a inovação no campo da composição, originalidade, técnica e estética musical, em trabalhos autorais ou não, e, ainda, dar visibilidade a novos talentos. 

O vencedor do Prémio MIMO da Música ganha um lugar no palco principal do MIMO Festival Amarante, no Parque Ribeirinho, e é convidado a integrar a programação doMIMO Festival Brasil, no Rio de Janeiro ou em São Paulo, a realizar nos próximos meses.

O Artista Revelação recebe como prémio a gravação e edição de um EP, com seis faixas, a ser lançado pela Valentim de Carvalho, uma das parceiras desta iniciativa.

Para Lu Araújo, fundadora e directora do MIMO Festival:
«O Prémio MIMO de Música vem reconhecer artistas da nova geração da música portuguesa e premiar a produção contemporânea de qualidade. Não se trata de um concurso de novas bandas. O objectivo deste prémio é reconhecer e dar mais visibilidade a trabalhos que podem já estar no mercado, mas também ajudar a catapultar os novos talentos em Portugal e no Brasil.»
Recorde-se que o Prémio MIMO de Música existe no Brasil desde 2014 e já distinguiu artistas como os pianistas e compositores Amaro Freitas e Salomão Soares.

V.C. | Foto:D.R.

Publicidade