Post Malone a caminho do MEO Sudoeste

Em agosto de 2019, a Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar, volta a receber milhares de festivaleiros no MEO Sudoeste. Por lá passam algumas das principais estrelas mundiais e há mais uma a entrar para essa constelação: o rapper Post Malone está a caminho do MEO Sudoeste, para atuar noPalco MEO no dia 8 de agosto.

Austin Richard Post fez-se Post Malone para o mundo da música, e hoje é um dos nomes mais populares do hip hop em todo o mundo. O pai passava discos e passou também essa paixão ao filho, fazendo com que o pequeno Post se tornasse um jovem eclético e conhecedor de vários géneros musicais, algo que viria a influenciar a música que produz. Aprendeu a tocar guitarra e as suas primeiras tentativas de vingar na música deram-se precisamente por aí, chegando a tocar numa banda de heavy metal. Entretanto deu-se o encontro com o hip hop, com os softwares certos e com apenas 16 anos editou a primeira mixtape: "Young and After Them Riches". É verdade que chegou a trabalhar na Chicken Express, mas a vontade de ter uma carreira artística crescia de dia para dia. Chegado a Los Angeles, Post formou o grupo BLCKVRD com outros músicos e produtores. O talento dos outros enriquecia a arte de Post - e vice-versa. Era uma questão de tempo até que o mundo ficasse a conhecer as palavras e as batidas de Post Malone. E esse momento começou a desenhar-se definitivamente com o single "White Iverson". As editoras foram atrás dele e acabou por assinar pela Republic Records. 50 Cent, Young Thug ou Kanye West foram alguns dos nomes que quiseram trabalhar com Post Malone logo nesses primeiros tempos.

O single "Go Flex" foi o sucesso seguinte, mais um passo a preparar o caminho para "Stoney", o álbum de estreia, um registo que contou com as participações de Justin Bieber, Migos, Quavo e Kehlani. Com uma voz bem identificativa sobre batidas trap, o rapper continuou a aprimorar essa sua linguagem artística, uma evolução que ficou evidente no segundo disco, "Beerbongs & Bentleys", editado em 2018. Há colaborações de Swae Lee, 21 Savage, Ty Dollar $ign, Nick Minaj, entre outros, e há também a convicção de que Post Malone é ambicioso ao ponto de querer ser mais do que um motivo de diversão - ele está aqui para fazer dançar, mas também para influenciar uma geração. Temas como "Psycho", "Congratulations" ou "Better Now" são motivos suficientes para que os festivaleiros portugueses marquem presença na próxima edição do MEO Sudoeste

Publicidade