Portimão também venceu no Festival RTP da Canção

Conheça os números que contribuíram para o êxito

A final do 53º Festival RTP da Canção, transmitida em direto a partir do Portimão Arena na noite de 2 de março, constituiu um sucesso em toda a linha e elevou bem alto a imagem do município.

O triunfo incontestado de Conan Osíris, celebrado em apoteose pelas 2200 pessoas que marcaram presença no evento, entre público e convidados, representou igualmente uma saborosa vitória para os que, nos bastidores e ao longo dos últimos dois meses, estiveram envolvidos no planeamento deste mega espetáculo, um dos mais ambiciosos que, a este nível, se realizaram no nosso país.

No total, nas últimas duas semanas cerca de três centenas de técnicos, dos quais 60 de montagens, foram incansáveis para que tudo corresse bem e que a atuação dos intérpretes das oito canções a concurso não sofresse imprevistos nos 450m2 de área de palco.

Não foram poupados esforços e, nesse sentido, a organização utilizou dez camiões TIR, três carros de exterior e 15 câmaras para captação de imagens. Foram ainda usados 788 projetores de iluminação, 180 motores para suspensão de equipamento e 56 toneladas de material suspenso no teto do Portimão Arena, que sofreu uma assinalável transfiguração e esteve à altura, confirmando ser no sul do país um recinto único, devido à sua capacidade e características técnicas para acolher espetáculos desta dimensão.

A nível da cobertura mediática, credenciaram-se 50 jornalistas em representação de diversos órgãos de comunicação social, assim como 30 fotógrafos profissionais.

Resta agora fazer votos para que a prestação de Conan Osíris, com o tema "Telemóveis", obtenha a melhor classificação na cidade israelita de Tel Aviv, aquando da 64ª edição do Festival Eurovisão da Canção, marcada para o período entre 14 e 18 de maio próximo.

O FESTIVAL EM NÚMEROS

2200 espetadores - 1500 metros de fibra para rede de controle do sistema - 1200 metros de fita led multimédia - 900A de consumo elétrico - 450 metros2 de área de palco - 350 metros2 de ecrã de vídeo - 300 técnicos - 180 motores para suspensão de equipamento - 56 toneladas de material suspenso - 55 km de cabo de sinal - 50 jornalistas - 30 fotógrafos - 29 km de cabo elétrico - 22 km de cabo de rede - 15 câmaras televisivas - 14 horas de desmontagem - 10 dias de montagem - 8 camiões TIR - 4 servidores de multimédia - 3 carros de exterior - 3 mesas de iluminação Grand Ma 2/3 - 3 dias de ensaios - 2 meses de preparativos

Publicidade