''Não Sou Pablo, Nada Muda'' antecede o disco de estreia de MURAIS

"Não Sou Pablo, Nada Muda" é o single que antecede a estreia de MURAIS, projeto a solo de Hélio Morais, músico dos Linda Martini e PAUS.

Numa alusão ao "Carteiro" de Pablo Neruda, MURAIS aborda a importância de que o princípio da correspondência é a mensagem chegar ao destinatário. Sem isso, são só cartas perdidas, palavras não lidas, desencontros, amar no singular... De certa forma, um carteiro também pode ser um poeta; pode ser, pelo menos, um veículo da poesia e o garante de que esta seja lida num sítio diferente daquele onde foi escrita.

Ana Viotti foi convidada a realizar o vídeo, fazendo a interpretação visual da narrativa da história de "Não Sou Pablo, Nada Muda", criando uma ligação entre as imagens que surgem, lado a lado, nos ecrãs e brincando ainda com a interpretação dos movimentos e referências a sentimentos e personagens.

O disco foi produzido do outro lado do Atlântico, no Brasil, pela mão do guitarrista e produtor dos Boogarins, Benke Ferraz, estando a sua edição prevista para o próximo mês de Abril, pela Sony Music Portugal.

MURAIS prepara-se para andar na estrada, contando com Hélio Morais na voz e teclas, Miguel Ferrador nas teclas e sintetizadores e João Vairinhos na bateria

Radar dos Sons

Publicidade