Marcy X estreia ''Vandal''

Marcy X cresceu entre dois mundos. Filho de angola, foi educado na África do Sul e, nas ruas, descobriu o skate com os amigos do bairro, o grunge e o punk ao mesmo tempo que, entre a MTV e as mixtapes que circulavam na escola, foi também aprendendo a conhecer as rimas e as batidas do hip hop clássico. Marcy X confessa-nos que não vê diferenças: "trap, punk, batidas, guitarras, são tudo elementos do meu mundo, são formas de me expressar e uma dimensão não faz sentido sem a outra. É o verso e o reverso da mesma medalha..."

Agora a viver em Lisboa, Marcy não tem conseguido afastar-se por muito tempo do estúdio, lugar onde vai dando corpo às ideias que em breve se manifestarão no seu EP de estreia: "As ideias não páram de fluir. Eu sei que isto é o que quero fazer, sempre foi o que quis fazer. As canções são uma forma de meter em palavras e emoções tudo aquilo que eu vivi e que eu sinto".

A estreia vai acontecer com "Vandal", um tema que é um pé dentro da porta, uma forma de se apresentar ao mundo, com um belíssimo vídeo rodado bem no centro de Lisboa, a cidade de onde Marcy X quer gritar a sua mensagem ao mundo. "Eu sei que sou o miúdo novo", admite, "mas quero vincar esta minha entrada no jogo, de uma forma livre, 'wild' como eu sempre me senti". E isso significa guitarras abrasivas que parecem sair de uma garagem de Seattle em 1994 e voz modulada pelo auto-tune, marca indiscutível deste presente que se faz de derrube de barreiras. "We're just having fun / 'cause we're really young", diz a canção. Sem cartas na manga portanto, com a sua mais funda natureza exposta: Marcy X quer andar na cidade, sim, mas à sua maneira, seguindo as suas próprias regras, traçando o seu próprio caminho. O importante é que nos quer levar a todos com ele.

Publicidade