Lídia Jorge foi distinguida com o Prémio FIL de Literatura em Línguas Românicas 2020

Lídia Jorge foi esta sexta feira (28/08), distinguida com um dos maiores prémios de literatura para autores latinos, o Prémio FIL de Literatura em Línguas Românicas 2020, atribuído pela organização da Feira Internacional do Livro de Guadalajara, na cidade do México.

Vítor Aleixo, Presidente da Câmara de Loulé, considera que o Prémio FIL de Literatura em Línguas Românicas 2020 "é um reconhecimento justíssimo de uma escritora e grande humanista que, ao longo da sua carreira, tem contribuído para a promoção da língua portuguesa e, simultaneamente, da cultura latina no mundo", acrescentando que "para mim, autarca louletano, admirador e leitor da escritora, é uma enorme felicidade ter a honra de, em nome de todos os louletanos, dar os parabéns à nossa conterrânea por esta distinção que tanto nos enobrece e nos confere uma responsabilidade acrescida para continuar a trabalhar no sentido de fortalecer o papel da Cultura na comunidade".

Lídia Jorge e o seu enorme Humanismo obtêm, assim, este galardão. "Convida sempre os seus leitores a ir com ela a algum lado e fá-lo com uma subtileza estética eu não pode, nem deve, passar desapercebida", sublinha o júri do Prémio.

A entrega do galardão máximo da FIL Guadalajara à narradora, poeta, ensaísta e dramaturga portuguesa acontece a 28 de novembro.

A Feira Internacional do Livro de Guadalajara (1987) foi idealizada e criada pela universidade daquela cidade mexicana, é hoje um dos maiores acontecimentos literários a nível universal. Tem um forte impacto local e uma grande participação internacional, sendo o maior evento literário de língua espanhola, sendo a segunda maior feira do livro a nível mundial, a seguir à de Frankfurt, na Alemanha.

CM Loulé | Foto:D.R.