José Afonso - Edição de livro com dois concertos inéditos

"José Afonso ao vivo" Edição limitada, numerada com gravações inéditas - Livro com 2 CD's e 1 Vinil

A História da descoberta destas duas gravações inéditas e respectivos suportes fonográficos originais, será contada neste livro que acompanha os CD's dos concertos.Este livro vai dar a conhecer dois concertos inéditos de José Afonso.

A investigação e textos, da autoria do reputado jornalista Adelino Gomes, não se resume apenas à história dos referidos concertos, mas faz também um enquadramento histórico da época de cada um deles, no que concerne ao cantor José Afonso, nomeadamente o seu percurso como cantor e como cidadão do mundo.

O concerto mais antigo teve lugar no dia 4 de Maio de 1968, no já desaparecido Teatro da Avenida de Coimbra e ocorreu na tarde de Arte da Queima das fitas da Universidade de Coimbra. Em palco, José Afonso e o seu companheiro dessa altura Rui Pato. Sala Cheia, com cerca de 700 pessoas.

O segundo concerto decorreu no dia 23 de Fevereiro de 1980, na freguesia de Carreço, na sala da Sociedade de Instrução e recreio dessa pequena terra minhota. Em Palco, além do cantor José Afonso, Júlio Pereira, Guilherme Inês e Henrique Tabot. Ainda hoje se está para perceber como couberam 400 pessoas naquele pequeno salão.

A apresentação oficial do livro "JOSÉ AFONSO AO VIVO" irá ocorrer no dia 6 de Abril, pelas 21 horas, no salão da Sociedade de Instrução e Recreio de Carreço (Viana do Castelo).

Neste local teve lugar um dos concertos inéditos incluídos no livro acima referenciado.
A sala comporta cerca de 350 pessoas estando neste momento esgotada.

Será feita uma apresentação pelo editor José Moças, o autor da investigação e textos do livro, o jornalista Adelino Gomes, o crítico musical e bloguista Ricardo Romano, que no mesmo livro escreveu sobre as interpretações musicais de José Afonso nos dois concertos e ainda poeta e escritor José Manuel Mendes que fará a apresentação desta edição.

No seguimento da apresentação decorrerá um concerto com a participação do cantor João Afonso (sobrinho de José Afonso) e o cantor espanhol, que tantas vezes o acompanhou em tempos de clandestinidade, Luis Pastor.

Estarão também presentes a viúva, filhos e outros familiares de José Afonso, bem como o autor da iniciativa que levou á gravação concerto, natural de Carreço, de seu nome Manuel Mina.

Publicidade