Histórias e Canções de José Afonso enchem o Teatro-TEMPO em Portimão

O "Choque Frontal ao vivo" promovido pela Alvor FM e realizado por Ricardo Coelho e Júlio Ferreira teve uma edição especial no passado sábado 16 de Fevereiro no Tempo - Teatro Municipal de Portimão.

O espetáculo "Sul de José Afonso", uma homenagem a Zeca Afonso, juntou em palco o músico natural de Loulé Luís Galrito, José Afonso sobrinho de Zeca Afonso e ainda, Rogério Pires na guitarra, João Palma no acordeão e João Espada nos audiovisuais. O coletivo é composto ainda por Sónia Pereira autora dos textos apresentados que por por motivos de saúde não pôde estar presente. Os textos revelaram muitas curiosidades sobre José Afonso bem com, a sua ligação ao Algarve que influenciou a sua vida e obra.

O concerto contou com sala cheia e começou com o tema "Tenho Barcos Tenho Remos", seguido de "Índios da Meia Praia", "Maria" e "Bairro Negro".

A apresentação de video, música e poesia/prosa compõem este projeto interdisciplinar que reinventa a obra de Zeca Afonso que marcou várias gerações, no ano em que se comemoram 90 anos do nascimento do músico.

O final do concerto ficou marcado por um momento muito especial com o publico a terminar de pé a cantar o "Grândola Vila Morena" em uníssono.

Um momento que certamente ficará na memória de todos.

Setlist: Tenho Barcos Tenho Remos - Índios da Meia Praia - Maria - Bairro Negro - Cantar Alentejano - Senhor Poeta - Pastor de Bensafrim - Escandinávia Bar - Balada do Aleixo - Acupunctura em Odemira - Ó Vila de Olhão - Tangerina do Algarve - Entre Sodoma e Gomorra - Traz outro Amigo Também - Grândola Vila Morena

Publicidade