FABRIC Arts Festival quer reforçar a relação de Fall River com a cultura portuguesa

Chega em setembro a primeira edição do FABRIC - Festival de Artes, um projecto que pretende criar uma nova forma de experienciar Fall River através de um programa multidisciplinar que cruza tradições, espaços e pessoas. Organizado pela Casa dos Açores de Nova Inglaterra, com curadoria de Jesse James, Sofia Carolina Botelho e António Pedro Lopes, o FABRIC assume-se como uma plataforma de criação e mostra de arte contemporânea, através de um vasto e diverso programa de artes visuais, música e cinema.

A ter lugar entre 25 e 28 de setembro, o evento vai propor uma rota de concertos, filmes, exposições e intervenções em espaço público que desafiam a audiência a redescobrir Fall River, através de um mapa de experiências que reinterpreta os espaços comuns, os seus usos e as percepções a ele associados. Através de um diálogo permanente entre o discurso artístico e a cidade, estes projectos criarão, assim, uma nova narrativa que reinterpreta a herança industrial de Fall River e a sua relação cultural com Portugal.

O FABRIC ocupará diversos espaços e salas na zona de Purchase St., em plena baixa de Fall River: The Narrows Arts Center, Gnome Create, o carrossel de Fall River, The Eagle Event Center, People Incorporated e a Police Athletic League (P.A.L.). O festival será precedido de um período de residências artísticas que aproximará a comunidade do processo criativo, ao mesmo tempo que criará um espaço de colaboração entre artistas locais e artistas convidados.

O programa completo para a edição 2019 do FABRIC Arts Festival será apresentado nas próximas semanas. Para mais informações, visitem www.fabricfallriver.com 

Publicidade