Cristóvam e o realizador Pedro Varela apresentam ''Andrá Tutto Bene''

"Andrà tutto bene" ou, em português, "Vai Ficar Tudo Bem", não se trata de um videoclipe nem de qualquer outro formato comum associado à música ou à publicidade. Para estes dois Portugueses trata-se de algo bem mais preciso e precioso: trata-se de uma música e um filme, serem um só.

A mensagem que foi apresentada ao mundo e que em menos de 48 horas se tornou num fenómeno global, nasceu de uma ideia do músico Cristóvam, que ainda nos versos iniciais a apresentou ao seu amigo realizador Pedro Varela. "Andrà tutto bene" era já uma homenagem à luta inglória que se travava nos hospitais Italianos e ao isolamento social que começava a ser uma realidade por toda a Europa.

Cristóvam e Varela começaram então a desenvolver a ideia nos primeiros dias desta quarentena que se mantem já há quase 20 dias em Portugal, o país de ambos. O filme começava a nascer e moldava-se à música e vice-versa, alguns dias e madrugadas depois, entre sessões solitárias de composição e gravação na Ilha terceira, ou filmagens dirigidas remotamente com Paris e footage por medida a chegar de todo o mundo a Lisboa, que esta dupla conseguiu completar em tempo record a execução desta mensagem em formato de música e filme, que é também um grito de esperança.

A música foi misturada em Lisboa, assim como o filme que também recebeu finalização em vários locais diferentes nos arredores de Lisboa, todos juntos mas todos separados. Afinal trata-se de um grupo de amigos e profissionais que fizeram, no passado, muitos outros trabalhos em conjunto mas que, pela primeira vez, a distância física os manteve obrigatoriamente separados.

"Nestes tempos estranhos, em que todos nos encontramos um pouco assombrados pela ansiedade, procuramos dentro de nós a melhor forma de o combater. Escrevi e gravei esta canção no meu pequeno estúdio como a minha forma de o fazer. Não é suposto ser nada mais do que a minha pequena tentativa de mandar um grito de esperança aqui do meio do mar para todos aqueles que neste momento mais precisam. Separados lutamos, juntos resistimos", conta o músico Cristóvam, que conseguiu a parceria perfeita juntamente com Pedro Varela.

O realizador, Pedro Varela, assinala ainda que "Vivemos um tempo diferente, vivemos na era do conteúdo onde os suportes se alavancam uns nos outros. Se a música nasce e quer encontrar o seu público, ela precisa ter um rosto e eventualmente uma narrativa, e ao faze-lo tornam-se em algo uníssono, onde as memórias visuais influenciam a mensagem musical e a transformam para sempre".

Quando Pedro Varela ouviu os primeiros versos de "Andrà Tutto Bene", convenceu o amigo que precisavam criar uma ligação real e de identificação imediata com o público, era preciso retratá-los a eles mesmos, os que estavam em casa e os que estavam na linha da frente, afinal trata-se de um tema que é na sua essência uma crónica poética dos tempos que vivemos, tempos de incerteza onde se precisa plantar alguma esperança. "Andrà Tutto Bene" é uma reflexão sobre um momento único na história da Humanidade.

Universal Music