Clubedo: em Dezembro o jazz vai andar em romaria pelo centro do Porto

Será a segunda edição do Clubedo, a romaria jazz por excelência que se propõe a reavivar o circuito de clubes e salas da cidade com propostas urgentes, novos discos e projectos em trânsito de relevância internacional. Depois de uma primeira edição incluída no Festival Porta-Jazz em 2018, o evento acontece em separado, numa antecipação ao que será o festival marcado para Fevereiro. A ter lugar entre os dias 6 a 14 de Dezembro, o Clubedo é curado e organizado pela Associação Porta-Jazz e propõe uma visita às diversas linguagens jazz do agora num ciclo de concertos por várias salas icónicas da cidade.

Reunindo artistas de renome, jovens certezas e parcerias internacionais, o Clubedo propõe-se a olhar e pensar o jazz enquanto organismo vivo e em constante renovação. O evento é um convite à descoberta do jazz e dos espaços que habita, num percurso estendido ao longo de dez dias, com onze concertos, um encontro de escolas e oficina, um lançamento de disco, colaborações inéditas e regressos aguardados. Pelo Porto actuam Luís Lapa & Pé de Cabra, o Trio João, Puzzle, North Camels Large Ensemble, Wiz, Filipe Teixeira Trio "Tao", Sexteto Mário Santos "bloco A6", Galip "Cale", Aladdin Killers, Paula Sousa e Ohad Talmor Trio.

O Clubedo inicia o caminho em direção ao evento-essencial dos principais agitadores da cultura jazz na Invicta, o Festival Porta-Jazz, que tem a 10ª edição apontada para os dias 7, 8 e 9 de Fevereiro de 2020 no Teatro Rivoli. A política de preços dos bilhetes para os concertos do Clubedo será a mesma que a praticada por cada sala durante o ano, variando entre a entrada livre e os 8€. Os Membros da Porta-Jazz terão entrada livre em. todas as sessões.

Publicidade