Casa Bernardo Sassetti lança álbum de inéditos do artista

A Casa Bernardo Sassetti acaba de lançar um álbum de inéditos do artista e compositor Bernardo Sassetti, intitulado "Solo", que é, atualmente, número 1 de vendas no top nacional. A obra, distribuída pela Universal Music Portugal, é composta por músicas tocadas no Teatro Micaelense, nos Açores, em 2005, onde o artista gravou durante 3 dias. 

Pela primeira vez, poderão ser ouvidas peças em que Bernardo Sassetti se encontrava a trabalhar, temas totalmente improvisados no momento e inspirados por uma conjugação especial de fatores - o piano, o local - que o inspiraram e onde nasceu um extraordinário conjunto de gravações que permaneceram inéditas até hoje. As músicas do álbum foram produzidas pelo próprio Bernardo Sassetti e posteriormente por Nelson Carvalho e Inês Laginha, também Diretora Artística da Casa Bernardo Sassetti.

Inês Laginha, diretora artística da Casa Bernardo Sassetti, sublinha que, "O disco 'Solo' reúne temas inéditos escolhidos de várias sessões de gravação que o Bernardo fez durante três dias no Teatro Micaelense, em São Miguel. Foi, aliás, a relação imediata que o Bernardo estabeleceu com o som especial daquele piano e com uma mecânica especialmente confortável, que o levou a isolar-se nesse curto período, criando e alimentando uma música que pertence apenas àqueles dias e que agora pode ser ouvida."
"Solo" inaugura uma série de nove álbuns de material inédito que a Casa Bernardo Sassetti quer editar nos próximos tempos, cumprindo uma das missões desta associação cultural criada em setembro de 2012, quatro meses depois do falecimento de Bernardo Sassetti.
O músico vai ainda ser recordado num concerto marcado a 28 de setembro, no auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, pelo guitarrista Bruno Pernadas e o seu ensemble, que vão tocar temas originais de Bernardo. Este concerto resulta de um convite da Casa Bernardo Sassetti, numa iniciativa que tem o objetivo de homenagear a obra do pianista e compositor e, também, de fazer a ligação com a nova geração de músicos portugueses.
"Solo" contou com o apoio da República Portuguesa - Direção Geral das Artes, Vieira de Almeida - Sociedade de Advogados e 3H Comunicação.

Universal Music | Foto:D.R.

Publicidade