André Henriques dos Linda Martini prepara álbum de estreia

André Henriques, voz e guitarra dos Linda Martini, estreia-se a solo com um disco de originais.

Ainda sem título anunciado, o disco tem lançamento marcado para o 1º trimestre de 2020 e deverá ser conhecido um primeiro single ainda antes do final do ano. O nome do álbum ainda não tem título definido.

Produzido por Ricardo Dias Gomes, músico brasileiro que tem colaborado com Caetano Veloso, Adriana Calcanhoto ou Jesse Harris, o disco está a ser gravado nos estúdios Valentim de Carvalho por Nelson Carvalho e conta com os préstimos de Ivo Costa na percussão (Carminho, Sara Tavares, Bateu Matou), Pedro Ferreira na guitarra elétrica (Quelle Dead Gazelle) e de Ricardo Dias Gomes no baixo e sintetizadores.

André Henriques tem-se destacado pelo cuidado na escrita de canções, pela forma como subverte os alicerces da música pop, o seu constante namoro com o fado e canção portuguesa e pelas suas letras emotivas e contundentes que encontraram eco numa geração que se apaixonou novamente pela música portuguesa.

Para além da sua banda de sempre, o autor tem-se dedicado nos últimos anos à escrita de canções para outros intérpretes, como Cristina Branco, e pelas prolíferas colaborações com Rui Carvalho (Filho da Mãe).

Neste primeiro disco a solo André estende a sua identidade, partindo sempre do texto para criar um universo musical muito próprio recheado de histórias que nos prendem até à última sílaba. 

Nas palavras do autor:
"É um exercício de humildade, fazer canções simples sem cair na tentação de as limar e as reescrever vezes sem conta. É um disco de impulso que quer expôr a fragilidade das canções. Como se elas exigissem o cuidado de quem escuta para não se partirem antes de chegar ao fim."

Publicidade