Adriana Calcanhotto anuncia digressão Margem em 8 cidades portuguesas

A digressão da artista brasileira, que mantém com o público português uma relação recíproca e apaixonada, termina precisamente um ano depois da edição do disco que dá nome à tour, com um concerto a 7 de Junho, na Casa da Criatividade em S. João da Madeira. Antes, Adriana Calcanhotto apresenta-se no Teatro Virgínia de Torres Novas, a 28 de Maio; no Convento São Francisco em Coimbra, a 29 de Maio; no Centro de Artes de Águeda, a 30 de Maio; na Casa das Artes de Famalicão, a 31 de Maio; no Teatro José Lúcio da Silva em Leiria, a 4 de Junho; no Centro Cultural Olga Cadaval em Sintra (espectáculo de abertura do Festival Imaginário), a 5 de Junho; e no Theatro Circo de Braga, a 6 de Junho.

Em Leiria os bilhetes já estão à venda. No Theatro Circo e na Casa da Criatividade ficam disponíveis a partir de dia 7 de Fevereiro e nos restantes locais em data a anunciar brevemente.

Em digressão desde Agosto de 2019, o espectáculo que apresenta o álbum "Margem", junta repertório de dois dos seus discos anteriores - "Maritmo", de 1998, e "Maré", de 2008 -, formando uma triologia dedicada ao mar. Adriana Calcanhotto já teve oportunidade de se apresentar ao público de Lisboa, Porto e Beja em Novembro passado, pelo que passarão a ser 11 as cidades portuguesas que terão conhecimento do manifesto musical de forte preocupação ecológica que a cantora e compositora preconiza.

Em palco, Adriana Calcanhotto terá a companhia de Bem Gil (guitarra, flauta), Bruno Di Lullo (baixo e synths) e Rafael Rocha (bateria e percussão acústica e electrónica), o trio responsável pela sonoridade de "Margem".

LIVECOM

Publicidade