08/80: ''Efectivamente'', o clássico dos GNR, é o novo single do projeto

Quem não se recorda do clássico dos GNR? O que os 08/80 - a banda que reúne Carolina Torres, Catarina Falcão, Filipe Gonçalves aos músicos e produtores Nuno Simões e Sérgio Nascimento - fizeram foi dar-lhe uma nova vida. "Trazê-lo à luz do dia e dar-lhe um ambiente mais séc XXI", comentaram Sérgio Nascimento e Nuno Simões, os aliados deste projeto.

O resultado pode ser visto em vídeo, pelo olhar do realizador Ricardo Oliveira e com um 'cameo' muito especial:

Cúmplices de longa data, como músicos em vários projetos comuns, produtores e arranjadores, Sérgio Nascimento (Sérgio Godinho, Deolinda, David Fonseca, Humanos, Lena d'Água, Rita Redshoes, Ultraleve e João Só) e Nuno Simões (David Fonseca, Rita Redshoes, Ultraleve e João Só), abraçaram o desafio lançado pela Universal.

A escolha do reportório e a escolha dos cantores foi algo mais ou menos natural. Para Simões, o "encicoplédico" do grupo, foi fácil revisitar algumas das canções que vivem ainda no seu (nosso) imaginário e, com Nascimento, encontrarem as vozes certas para as cantar:

CAROLINA TORRES: fã dos anos 80, colecionadora de vinil, geek, DJ, provocadora, thrash habits, com referências claras e amigos da época, gosta de competir com os outros elementos a sua sabedoria sobre a música da época. Defensora do Rock.

CATARINA FALCÃO: fã dos anos 80, discreta, amante de arte e da estética, odeia a parte thrash dos anos 80 e nunca usaria poupa no cabelo. Calada, mas certeira. Tem como referências da época a música mais indie.

FILIPE GONÇALVES: fã dos anos 80, galã e otimista, sempre mediador. Tem como referências da época o POP e a Soul e defende o legado de um álbum como o "Thriller".

Juntos fazem os 08/80, um nome que surgiu como uma brincadeira e se enquadrou no conceito do projeto que, não tanto pelo tudo ou nada com que a expressão se costuma aplicar, mas pela capicua e pela fonética que nos remete para o inevitável 80.

De "Efectivamente" (GNR) a "500 Under Miles" (The Proclaimers), passando por "Demagogia" (Lena d'Água & Atlântida), "Crazy for You" (Madonna), "Só Gosto de Ti" (Heróis do Mar) ou "Forever Young" (Alphaville), o intuito foi o de encontrar uma coleção de canções suficientemente identificáveis com uma época e uma geração, respeitando o legado que representam.

"O que se poderá ouvir é uma proposta criativa sobre obras clássicas do imaginário coletivo da altura", indicam Nuno Simões e Sérgio Nascimento, também eles responsáveis pela produção do álbum, que tem edição prevista para outubro.

universal music