UHF no Teatro Municipal Joaquim Benite em Almada

06-02-2013 19:11

Haverá um som de Almada? E esse som nasceu esteticamente na e da envolvência urbana e industrial da margem que namora Lisboa, das sombras caídas do pórtico da Lisnave que domina solitário a corrida do rio? Estará nesta união de elementos o fermento da sonoridade  maturada por adolescentes que firmaram como seu no céu o acrónimo UHF no Verão de ’78?

Das garagens e semelhanças de quatro paredes nesta cidade do beija Tejo, até uma colina sobre as enseadas do Mar da Palha no Seixal e finalmente nos fundilhos de um centro comercial na Costa de Caparica, corridos e correndo, os UHF insistiram na escrita de canções em português sobre o seu tempo, os ritmos e as rimas da paixão, o pulsar da cidade e as que povoam o mundo sem qualquer sentido.

No ano redondo dos ’35 de UHF’, a banda de Almada estreia-se no tablado do Teatro Municipal de Almada, a 1 de Março, com o espectáculo que reúne o som acústico ao fulgor eléctrico que os identifica e determinou um movimento de renovação da música portuguesa urbana: o rock português. A digressão ‘UHF 2013 – A Minha Geração’ parte de Almada.