GLORIA ESTEFAN lança 'The Standards' pela Sony Masterworks dia 9 de Setembro

09-09-2013 01:45

A Sony Masterworks vai editar “The Standards” de Gloria Estefan no dia 9 de Setembro de 2013.

Para comemorar excelentes canções do repertório norte-americano, “The Standards” apela à base de fãs global da cantora através de temas clássicos interpretados em inglês, castelhano, italiano, português e francês, com algumas novas letras compostas pela própria cantora. O álbum também conta com colaborações de grandes nomes da música, tais como artistas premiados como a cantora/compositora Laura Pausini, o violinista Joshua Bell e o saxofonista Dave Koz.

Segundo a cantora, este projecto ambicioso esteve “em banho-maria durante muito tempo". Gloria Estefan já tinha abordado este repertório no álbum Duets (1993) de Frank Sinatra (onde interpretou o tema “Come Rain Or Come Shine” com Sinatra) e, mais recentemente, no disco "Viva Duets" de Tony Bennett (“Who Can I Turn To [When Nobody Needs Me]”). “Cresci a ouvir Frank Sinatra, Johnny Mathis, Henry Mancini e grandes artistas românticos mexicanos e cubanos”, afirma a cantora que nasceu em Havana. “Este género musical é mesmo o meu tipo, uma vez que a música funciona sempre como uma catarse para mim.”

Estefan esperou até agora para fazer um álbum de temas clássicos para ter "experiência suficiente acumulada", afirma, “uma vez que existem muitas canções icónicas que exigem experiência de vida para que possam ser interpretadas com a devida credibilidade.” O conceito arrancou num jantar na Frost School of Music, da Universidade de Miami, onde Shelly Berg é reitor, tendo já produzido e feito arranjos para artistas como Patti Austin, Elliot Smith e Arturo Sandoval. “Sentámo-nos ao piano só pela piada e ele pediu-me para cantar um tema que interpretei há 30 anos atrás durante a nossa primeira actuação no Carson Show”, afirma a cantora, relembrando a sua actuação do tema “Conga” no Tonight Show e que foi o seu êxito de 1985 com os Miami Sound Machine. Foi durante esta sessão que a cantora também interpretou “Good Morning Heartache”, o tema clássico de Billie Holiday que figura agora no disco “The Standards”.

“Este álbum fecha uma espécie de círculo para mim!”, afirma a cantora, dizendo também que todos os temas foram escolhidos “pelo meu coração e pelo que sinto”. A cantora apresentou uma lista de 50 clássicos a Berg que lhe diziam algo e que a “faziam chorar”. Acabou então por gravar 16 temas ao vivo no estúdio com um núcleo duro de quatro músicos incrivelmente talentosos, todos eles maestros deste género musical e uma orquestra magnífica.

“Algo de mágico acontece quando os músicos gravam juntos ao vivo”, explica a cantora. “Tudo aconteceu da forma que tinha de ser, os astros alinharam-se!”

Ao longo do processo de gravação, a cantora procurou obter um “toque sexy, romântico e intimista”. “Quis fazer um disco sem uma nota muito alta, com uma poupança de música para que pudesse simplesmente transmitir a emoção da canção.”

Estefan também tentou abordar estes temas clássicos com ideias inovadoras. "No tema 'They Can’t Take That Away From Me', por exemplo, fizemos uma versão completamente inédita, uma espécie de ritmo afro-cubano misturado com valsa", afirma.

Para o tema clássico brasileiro de António Carlos Jobim, “Eu Sei Que Vou Te Amar”, Gloria Estefan compôs letras em inglês para a primeira versão de sempre em inglês, intitulada “It’s You I’ll Always Love”, e compôs as letras em castelhano para a versão correspondente “Eu Sei Que Voy Te Amar”. Também gravou o tema em francês (“Tu Sais Je Vais T’Aimer”), tendo estudado este idioma na escola. Também compôs as letras em castelhano para o tema “Smile”, de Charlie Chaplin, no qual interpreta um dueto com Laura Pausini em castelhano e italiano.

“Este tema sempre me fez chorar”, afirma. “Charlie Chaplin passou a sua vida a fazer rir e sorrir os outros e é uma daquelas canções que nos aperta o coração. Foi algo intimidante gravar o tema, porque Michael Jackson tinha já feito uma versão fenomenal, bem como a Natalie Cole. Existem tantas versões. Quis trazer a minha sensibilidade porque é um tema muito especial para mim e a Laura Pausini é extraordinária.”

O tema do ídolo argentino Carlos Gardel, “El Dia Que Me Quieras”, for para o qual a cantora fez a primeira tradução de sempre para inglês (“The Day You Say You Love Me”), tem um significado muito especial. “Foi a canção que dancei no meu casamento com o Emílio”, conta. “Quis gravar o tema. Tal nunca foi feito em inglês e eu quis que fosse o mais aproximado possível da versão original, por isso estava muito inspirada. Antes de começarmos a criar o disco, fiz a tradução. É sempre bom quando temos a oportunidade de compor um clássico!”

GLORIA ESTEFAN The Standards
SONY Music