CAPICUA e MOONSPELL brilharam na FIL Guadalajara 2018

05-12-2018 20:04

Portugal foi o país convidado da Feira do Livro de Guadalajara, no México – FIL Guadalajara 2018. CAPICUA & MULHERES DA LUSOFONIA (com Sara Tavares e Eva Rap Diva) e a banda de heavy metal MOONSPELL foram duas das propostas musicais que mais marcaram a semana de espetáculos em português no Foro FIL, com capacidade para cerca de 3000 pessoas.

Capicua convidou Sara Tavares e Eva Rap Diva e juntas com M7 (MC), D-One (dj), Virtus (programações) e Ivo Costa (bateria) prepararam um espetáculo baseado na colaboração entre as várias vozes, os vários sotaques e as várias linguagens que se fundem na universalidade da música, da língua portuguesa e dessa riqueza maior que é a mistura. Diversidade e lusofonia representadas por três mulheres poderosas, numa sinergia perfeita que tornou vinte e quatro horas de chuva ininterrupta e de frio, numa noite quente com o público mexicano rendido ao som, à palavra e à sua garra.
O espetáculo contou ainda com a participação do artista plástico Vitor Ferreira que, em palco, junto aos músicos, desenhou ao vivo cada tema que foi sendo interpretado, tendo o seu trabalho sido muito elogiado por vários editores de livros presentes no espetáculo.
Na sua estada no México, Capicua participou no programa da TVI, Governo Sombra, como ministra da Medusa, abordando a questão da violência doméstica contra as mulheres; e ainda numa entrevista à Lusa, anunciou que este seria o seu último concerto antes da pausa para a maternidade e falou do seu próximo disco que será mais solar e dançável e que tem edição prevista em 2019.
Capicua regressará aos concertos em Maio de 2019.

Moonspell fez história na FIL Guadalajara por, em 32 anos desta, ser a primeira banda de heavy metal a atuar no Foro FIL (cuja lotação esgotou), onde apresentou o seu mais recente disco em português e que retrata o Terramoto de Lisboa - 1755 – e ainda alguns dos maiores êxitos da sua já longa carreira e que o público mexicano tão bem conhece! Escusado será dizer que a terra tremeu em Guadalajara ao som dos Moonspell e que a noite foi apoteótica!
A passagem da banda pela FIL Guadalajara integrou ainda uma conferência de Fernando Ribeiro (vocalista e responsável pelas letras), no Pavilhão de Portugal, sobre Fernando Pessoa - ÓPIO, desejo ou vaidade - bem como a apresentação da biografia de Moonspell – Lobos que foram homens (Lobos que dueron hombres) - do jornalista Ricardo S.Amorim , traduzida para espanhol por dois fãs mexicanos do grupo, com edição da Alma Mater Books (do próprio Fernando Ribeiro). A biografia foi apresentada na maior sala da FIL, com casa cheia e pela mão do amigo e grande escritor José Luís Peixoto, muito admirado pelos leitores mexicanos.
De Guadalajara, os Moonspell rumaram à Cidade do México, onde atuaram na LUNARIO DEL AUDITÓRIO NACIONAL CDMX, com lotação esgotada e na certeza de que o seu regresso será para muito breve.
Os Moonspell entram agora em férias merecidas para de seguida começarem a trabalhar num novo disco. 
O regresso aos concertos está previsto a partir de Abril de 2019.

Cortesía FIL Guadalajara - Pedro Andres

Cortesía FIL Guadalajara - Quintero Milián

Cortesía FIL Guadalajara - Nabil Quintero Milián

Pub.