ABRAÇAÇO de CAETANO VELOSO chega a 17 de dezembro

13-12-2012 14:37

Caetano Veloso regressa na próxima segunda-feira com o seu mais recente registo de originais. «Abraçaço» é o álbum que fecha a sua trilogia com a BandaCê.

Como os dois primeiros, foi produzido a quatro mãos por Moreno Veloso e Pedro Sá. Mas a sua temática acabou por se revelar mais abrangente do que os planos iniciais de Caetano. A batida do seu violão está presente na maior parte das músicas que o compõem, mas essa é apenas umas das conversas do disco. O próprio título, tirado da faixa “Um Abraçaço” – expressão que o cantor usa para finalizar alguns e-mails e sugere, segundo ele, não só um abraço grande, mas um abraço espalhado, abrangente ou múltiplo – confirma essa ideia de conceito alastrado. «Abraçaço» já é, portanto, o pós-tudo do que foram o adolescente «Cê» e o maduro «Zii e Zie».

Em conferência de imprensa, Caetano fala das letras difíceis que compõem este disco e do trabalho com a banda “Cê”, que o acompanha desde 2006.

«Abraçaço» que estará disponível a partir de segunda-feira dia 17 de Dezembro, conta com temas como “A Bossa Nova é Foda”, “O Império da Lei”, “Um Comunista”, “Um Abraçaço”, entre muitos outros.

É precisamente este single “Um Abraçaço” que já toca nas rádios por todo o Brasil e chega agora a Portugal.  Este tema retrata bem o significado das composições do disco, com um carácter abrangente, mas íntimo e pessoal, tão característico de Caetano Veloso.

Com mais de 45 álbuns editados e vencedor de 5 Grammys Latinos, Caetano Veloso é um dos mais respeitados cantautores do mundo. O New York Times considerou-o «um dos maiores compositores do século» e a sua genialidade é reconhecida em todo o mundo, sendo frequentemente comparado com lendas como John Lennon ou Bob Dylan.

Veja a conferência de imprensa:

Universal Music Portugal